quinta-feira, 22 de abril de 2010

Nós

Busco o equilíbrio eterno dentro dessa bipolaridade de emoções e sentimentos. Onde um dia amo sentir a doce rouquidão de suas palavras em contrapartida de todas as outras flores, fechadas em nosso caminho. É como se tivéssemos misturado as estações. Vivemos primeiro o verão e a primavera. Agora é apenas inverno. Foi o que me restou e luto para ser o que me basta.

Se os botões não se abrirem, tudo bem. Eu brindarei e dançarei na chuva.

Um comentário:

  1. Eu smepre esperarei, com medo e desejo, essa loucura lúcida.

    ResponderExcluir